Por que a PIB Curitiba é um exemplo de construção?

Ontem participei com muita satisfação da celebração do centenário  da Primeira Igreja Batista de Curitiba, que na mesma ocasião inaugurou seu novo templo com capacidade para 5 mil pessoas muito bem acomodadas confortavelmente, inclusive tratando-se de sistema de som e iluminação. Esta que já foi eleita uma das 10 construções bizarras da cidade de Curitiba agora está finalizada e pronta para novos desafios.

 

logo_100anos_site

Por que uma construção que leva mais de 30 anos pode ser considerada um exemplo de construção? Algumas pessoas mais desavisadas podem imaginar que fazer um templo não deveria demorar tanto e que existem igrejas que fazem salões muito maiores em um período muito menor. Verdade, existem igrejas e igrejas, e a PIB de Curitiba é diferente. Passo a relatar algumas informações que não são de conhecimento geral ou até mesmo do povo evangélico.

A igreja batista é congregacional, isto é, suas decisões e gerenciamento macro passam obrigatoriamente por Assembleias Gerais das quais todos os membros tem direto a voz e voto. Isto significa que as decisões são sempre da igreja local de maneira totalmente autônoma. Além disto, a igreja batista por definição se importa sobremaneira com educação Cristã e com Missões (evangelismo no estado, país e mundo). O orçamento mensal de uma igreja batista deve sempre atender a todas estas demandas de maneira equânime e fiel a vocação cristã que recebeu. Isto é, se a PIB de Curitiba fosse uma igreja que se preocupasse em juntar gente no mesmo lugar para construir um templo, já teria terminado há muito anos esta construção, mas a PIB Curitiba é diferente.

Esta igreja não cabe num templo, como bem pregou seu pastor na noite de ontem, é uma igreja que valoriza pessoas e tem desde o seu mais alto escalão de liderança provado que o cuidado com pessoas e com a sociedade é agenda prioritária em seus mais de 150 ministérios (formas dos voluntários servir a Deus servindo pessoas). Tenho testemunhado nestes últimos 30 anos de uma igreja que consegue ser comprometida com as mais puras tradições cristãs, sejam litúrgicas ou doutrinárias e permanecer relevante e dinâmica nas respostas que o mundo contemporâneo faz.

Por que faço esta “defesa” da PIB Curitiba? Primeiro porque meus pais casaram lá há 39 anos e antes de me batizar frequentei até meus 6 anos de idade, isto é, tenho uma gratidão pessoal. Segundo porque quando digo que sou pastor batista me perguntam se sou daquela igreja grande do Batel, ao que num primeiro momento sempre respondo que sim, para em seguida passar a explicar melhor o que é ser batista. Ser identificado com a PIB de Curitiba tem me oportunizado mais possibilidades de servir pelo reconhecimento que esta igreja tem na cidade. E por último porque a PIB é grande, e pode sim influenciar politicamente os órgãos públicos a tomarem decisões mais justas e éticas (inclusive morais) sem precisar se misturar com partidarismo. Somos uma voz na cidade que merece ser ouvida, e a PIB é um cartão de visitas como povo evangélico.

A última consideração é quanto a comodidade implantada e aos custos da obra. Neste ponto uso o seguinte critério: isto é de foro íntimo da comunidade local e só. Quando viajo de férias não fico prestando contas para ninguém o quanto gastei e porque gastei, meu compromisso é permanecer fiel nos meus investimentos pessoais (contas corriqueiras) e meus compromissos com o reino (missões e ofertas). Se sou fiel nestas coisas, ninguém tem que opinar como gasto meu dinheiro que é minha responsabilidade administrar. E a PIB Curitiba é um exemplo de fidelidade denominacional, contribuindo fortemente com igrejas menores que precisam de apoio para sua manutenção e de projetos missionários. Tanto no Paraná, como no Brasil, como no Mundo todo. Por isso, não me sinto no direito de questionar quanto dinheiro eles gastaram para deixar o templo mais bonito, confortável e funcional. Acho que se você não é membro lá, também não deveria.

Hoje sou pastor de uma igreja filha da PIB, nossa igreja, Igreja Batista de Bom Retiro, se alegra com a sua mãe, que tanto nos inspira a continuar sendo luz e sal e a ter as prioridades no lugar certo, ainda que viremos chacota pela demora em uma construção, permanecermos fiéis ao nosso verdadeiro chamado que é proclamar o Evangelho da Graça do nosso Senhor Jesus Cristo.

Parabéns Primeira Igreja Batista de Curitiba, sua vitória também é nossa!