Servir com amor é um privilégio

Nos últimos dias tenho organizando algumas coisas para o Celebrando a Vida de Mulheres que vai acontecer no dias 23, 24 e 25 de maio. Nós, mulheres da IBBR, vamos gravar um vídeo sobre o CV e o nosso ministério. Fiquei pensando qual é o nosso ministério e no que ele consiste.

Não descobri nada muito novo ou diferente do que Deus nos mostra em todos os anos que temos trabalhado para Ele. Só a experiência pode traduzir a honra e privilégio que é servir e amar.

Somos mulheres que buscam conhecer melhor a Deus, nos relacionar com Ele diariamente e servi-lo todos os dias. Mas como temos feito isto?

Estudar sobre serviço, servir às pessoas, é estudar sobre Jesus. Por onde ele passava, ele estava servindo aos outros. Jesus assumiu o título de servo em toda a sua missão. A cena que me vem a mente quando penso em Jesus servindo é ele lavando os pés dos discípulos. Que momento lindo! Que exemplo!

Porém, temos outros exemplos na bíblia e, olha que legal, temos exemplos de mulheres que foram servas e alegraram o coração de Deus com seu serviço. Hoje quero falar de Suzana. Ela não aparece de maneira grandiosa e nem tem um livro só para ela na bíblia. (Ela aparece em Lucas 8.3. Só ali.) Mas no momento em que aparece e através de alguns estudos, podemos perceber a serva que ela foi. Suzana foi uma das mulheres que acompanharam Jesus em seu ministério, de cidade em cidade. Ela se tornou uma líder entre as mulheres que serviam e davam apoio financeiro a Jesus e seus discípulos.

Jesus ama e respeita o ministério feminino e a dedicação que temos em serví-lo. Assim como Suzana se destacou e investiu no Reino de Deus, precisamos descobrir de qual maneira Deus quer nos usar para servir nossas irmãs e irmãos.

Quando olho para o meu dia a dia, visualizo mil oportunidades para servir alguém, a escolha de agir é minha. Só eu posso decidir. A igreja é só mais uma esfera em qual podemos colocar em prática nossas ações, não espere que outras pessoas te procurem ou implorem pelo seu serviço. Seja pró-ativo no Reino. E o Reino vai muito além das nossas quatro paredes dominicais. Ame as pessoas ao seu redor, demonstre o amor de Deus todos os dias da sua semana. Seja uma mulher que reconhece sua responsabilidade. Seja uma mulher que entende a importância do ministério feminino e serve com amor.

Suelen Lorianny é ministra de comunicação na IBBR.
Escreve para o blog toda sexta-feira.

A opinião expressa neste blog é responsabilidade do autor.